Menina Dançando ZambraO Zambra, do árabe “Samra”, que significa morena, era um estilo presente nas festas mouriscas, uma manifestação cultural oriunda dos mouros, habitantes do norte da África. Era caracterizada por algazarras, alegria e palmas, festejo bem similar às comemorações ciganas em Andaluzia, Espanha.

É considerado um típico Flamenco Árabe, mais precisamente influenciado pela dança ghawazee. As ghawazee (plural de Ghazeya) eram dançarinas populares e ciganas, descendentes de grupos comuns de ciganos no Egito e que passavam o tempo entretendo os soldados nas invasões.

Marcada historicamente pela invasão de muçulmanos que falavam árabe e eram advindos de povos islamizados no norte da África, a Península Ibérica, principalmente a Espanha que permaneceu sob domínio islâmico até o final do Séc. XV, durante 700 anos, recebeu influências culturais árabes.

Andaluzia é um grande exemplo de influência árabe no Ocidente e, apesar de ter possuído em suas cidades uma grande aversão espanhola aos árabes durante séculos, é palco de diversas marcas da presença muçulmana em sua cultura, incluindo a música, dança e festas típicas. Povos como os bérberes, os turcos, os tartésicos (descendentes das dinastias egípcias) e os ciganos (oriundos do Egito, Índia e Europa Ocidental) possibilitaram a fusão entre o Flamenco e a Zambra, que apesar de serem contemporâneos, não se sabe precisamente quem surgiu primeiro e quem influenciou a quem.

Características da Zambra

Os movimentos na dança pretendem resgatar os conceitos antigos da origem, como em um ambiente de comemoração, e as apresentações são caracterizadas pela mescla entre coreografia geralmente executada em grupo, e a improvisação executada por uma única bailarina.

Os passos são baseados nos fundamentos da dança do ventre mais relacionada à ghawazee, ou seja, sem meia-ponta, arabesque e giros do jazz, mas da antiga prevalecem: as ondulações, camelos, tremidos e básico egípcio. Os baseados no Flamenco possuem posicionamentos dos braços, postura (ombros pra trás, imponente), o movimento das mãos para fora, ao contrário da dança do ventre, sapateado e palmas. Os deslocamentos são semelhantes aos das ciganas e por vezes, as dançarinas pegam nas saias e as sacodem ou andam com elas na mão, cobrindo parcialmente o corpo.

Figurino e Acessórios da Zambra

Dançarinas ZambraAs roupas de Zambra são bastante semelhantes a uma roupa cigana, podendo usar barriga descoberta ou não. O quadril sempre vem enfeitado por um xale ou cinturão de medalhinhas. Na maioria, as saias usadas são ciganas, densas e rodadas, mas podem variar.

O figurino superior é que se alterna bastante entre bustiês comuns e blusas com mangas longas e babados. As blusas ciganas também são bastante usadas, como as de mangas fofas e caídas no ombro, deixando o colo a mostra.

As bailarinas mais tradicionais à ghawazee compõem o figurino com lenços e medalhinhas e incrementam-se de adereços como moedas e miçangas, deixando o visual mais característico e carregado.

É comum o uso de diversos acessórios como os próprios xales, leques, bastões, velas, castanholas como instrumentos, facas, címbalos, pandeiretas, percussões e tudo o que estiver relacionado com a origem da dança.