1. Dançarina de Costa com EspadaO ventre à mostra e os pés descalços de uma dançarina simbolizam a captação de energias transmitidas pela Mãe Terra, através das plantas dos pés;
  2. No Egito, as dançarinas não devem deixar partes do corpo à mostra como fazem as da Turquia e Grécia;
  3. As moedas presas nas vestes representam as antigas dançarinas, que no passado, adquiriram o hábito de converter suas gorjetas em moedas de ouro. Então, para deixar os ganhos em local seguro, os costuravam em seus vestidos;
  4. As Ghawazee foram reconhecidas como as primeiras mulheres a tomarem atitudes feministas como, com o seu talento e por meio da dança, extrair dinheiro dos estrangeiros para que não fossem dependentes de homens. Porém, foram proibidas de se aproximarem de seus “clientes” e, como a maioria desrespeitava essa norma estabelecida, quatrocentas delas foram decapitadas e suas cabeça jogadas ao Nilo;
  5. O bindi, mais conhecido como terceiro olho pelos ocidentais, é marca da cultura e religiosidade hindu, identificando o estado civil da mulher que o adorna. Não é correto o uso dele para dança do ventre. O uso de pingentes é o mais comum;
  6. O dabka, dança folclórica dos fenícios, é caraterizado por bater o pé no chão, pois na época, eram com esses movimentos que se confeccionava telhas de argila ao toque de derbakes. Atualmente, esse passo é bastante executado nas performances para se marcar o ritmo;
  7. O som feito com a boca, uma famosa exaltação dos povos beduínos é o comemorativo “lí,lí,lí” que é conhecido por uma aclamação às dançarinas do deserto ou para expressar alegria em datas festivas;
  8. A palavra Baladi, muito usada para nomear músicas árabes, significa: “Minha terra, meu país”;
  9. Por meio do filme antigoAs mil e uma noites” a dança do ventre pôde chegar à América do Norte, após a Segunda Guerra Mundial;
  10. Odalisca significa "mulher de sala", ou seja, as mais belas que dançavam, recitavam poemas, tocavam instrumentos e controlavam as artes eróticas, tornando-se concubinas;
  11. Existe o mito de que a dançarina deve ser presenteada com dinheiro em suas vestes, pela beleza de sua dança. E até os dias de hoje isso acontece frequentemente;
  12. Dependendo do local que a dança do ventre se situe, ela é nomeada de diversas maneiras como: Raks el Sharq no Egito, Chiftitelli na Grécia, Rakkase na Turquia, Belly Dance na América do Norte, ou Danse du Ventre na França;

Aprendendo a Dança do Ventre

O tempo para se aprender os passos, técnicas e tudo o que for relacionado à dança do ventre é bem relativo, varia de pessoa para pessoa, de acordo com a sua facilidade ou tempo dedicado ao treino. As professoras devem ser muito bem escolhidas, e certificado de cursos não atestam sua profissionalidade, mas sim o seu próprio talento e a sua didática com os alunos.

13) Existe modelo de beleza na dança do ventre? Para a dança do ventre não existem estereótipos de beleza feminina;

14) A dança é difícil? Tudo é questão de aprendizado e persistência;

15) O aprendizado é complicado? O aprendizado depende da confiança em si mesma, tanto em realizar determinados movimentos, como na segurança nas apresentações para o público; Criança Dança Ventre

Criança na Dança do Ventre16) Existe idade para começar? Não existe idade para começar a praticar, mas prioriza-se o cuidado com as crianças no contato com a parte sexual da dança. Aconselha-se que o as experiências com esses aprendizados sejam no mínimo, entre 12 e 16 anos. A menina que tenha idade menor que a “estipulada” deve ter acompanhamento de uma profissional capacitada para atender esses fins;

17) Homens podem dançar? Teoricamente não é uma dança proibida para homens. Há indícios históricos de que na antiguidade existiram dançarinos, apesar de haver países que proibiam a pratica masculina, mas sabe-se que é uma arte desenvolvida especialmente para mulheres. Os homens podem dançar, desde que adotem o estilo feminino ou imaginem para si mesmos um próprio estilo. As diferenças físicas devem ser levadas em consideração bem como as posições adequadas para um dançarino, que devem denotar proteção à mulher. Existem sites que abordam isso de uma maneira peculiar, baseadas em vídeos de bailarinos egípcios e turcos. Deve-se sempre ter um acompanhamento profissional;

18) Devo confiar na professora? Deve. Confiança na professora é primordial para aprender e executar bem a dança;

19) O que é exigido dos alunos? Disciplina nas aulas, concentração e treinos são essenciais;

20) Dança do Ventre "dá" barriga? Dança do ventre não estimula o aparecimento de uma barriguinha indesejável. O que ocorre são más orientações e posturas incorretas que não trabalham os músculos abdominais corretamente, facilitando o aparecimento de dores lombares e o acúmulo de gordura no baixo ventre, causando flacidez. Deve-se sempre corrigir a atividade aeróbica para que ocorra a queima correta das calorias;

21) É necessário ser magro e alto para dançar? Não há restrições de altura e peso para se dançar;

22) Gestantes podem dançar? Grávidas podem praticar exercícios leves da dança, porém, com acompanhamento de um médico;

23) Como deve ser a expressão facial da dançarina em suas performances? A expressão facial da bailarina deve ser condizente com o seu visual e sua proposta, buscando o maior equilíbrio possível. Sem caricatos ou expressões forçadas;